FANDOM


Benefícios para a saúde:

A vitamina E é um dos antioxidantes mais aclamados, pois demonstra ter efeitos contra a deterioração das células e contra o envelhecimento. Normalmente encontrada em multivitamínicos e fórmulas antioxidantes, a forma natural (d-alfa-tocoferol) é notavelmente a melhor.

Por meio da destruição das membranas celulares, os radicais livres são responsáveis por uma grande variedade de problemas de saúde. A vitamina E ajuda a defender as membranas celulares do corpo contra o estresse oxidativo, para a manutenção de uma boa saúde e de um bom funcionamento do sistema imunológico. [1-18]

Com a idade, o sistema imunológico se torna menos eficiente no combate a micróbios e vírus. Parte deste declínio deve-se a baixos níveis de vitamina E na corrente sangüínea. Alguns estudos demonstraram melhoras nas respostas imunes em pessoas mais velhas que tomavam suplementos de vitamina E. A vitamina E ajuda a diminuir os efeitos do envelhecimento por manter as células protegidas dos danos dos radicais livres.

A vitamina E também desempenha um papel na capacidade que o corpo tem de processar a glicose. [16]

Nos últimos dez anos as funções da vitamina E nas células têm sido ainda mais esclarecidas. Além de suas funções antioxidantes, a vitamina E é agora conhecida por agir por meio de outros mecanismos, incluindo efeitos diretos na inflamação, regulação das células do sangue, crescimento do tecido de conectividade e controle genético da divisão celular. [9]

Benefícios para a performance:

A vitamina E é um antioxidante muito conhecido e vital para todas as pessoas, especialmente para as que demandam mais do corpo, como praticantes de atividades físicas e esportistas. Durante e depois de exercícios intensos, ela favorece a função imune e a reduzir os danos oxidativos celulares causados pelos radicais livres.

Esta vitamina essencial é parcialmente responsável pela regeneração de todos os tecidos do corpo, incluindo sangue, pele, ossos, músculos e nervos. Isto claramente é necessário a todos, porém, ainda mais importante para pessoas muito ativas que treinam intensamente e levam o corpo a um esforço físico demasiado. A vitamina E pode ajudar de forma significativa as pessoas ativas a reduzirem os sintomas decorrentes do overtraining. [14]

Outra pesquisa indicou que a vitamina E pode indiretamente ajudar no transporte de nutrientes como aminoácidos e açúcares do sangue para dentro das células musculares e a promover a síntese de proteína nos músculos. [16]

Deficiências e necessidades:

É difícil aumentar o consumo de vitamina E por meio dos alimentos sem também acabar aumentando o consumo de gordura porque as melhores fontes são vegetais, sementes, óleo de noz e nozes.

Todas as pessoas que têm interesse em manter um bom funcionamento do sistema imunológico e a se defender da ação dos radicais livres devem considerar a vitamina E como uma opção de consumo a ser adicionada ao dia-a-dia. Praticantes de atividades físicas e esportistas, estão frequentemente levando o corpo ao limite, portanto ficam mais propensos a resfriados e infecções devido a baixa imunológica.

A vitamina E é um nutriente essencial, porém a deficiência dela não é muito comum.

Melhor hora:

O ideal é consumir a vitamina E no mesmo horário todos os dias e junto com as refeições que contenham uma certa quantidade de gordura para melhorar a absorção e evitar irritações estomacais. Os efeitos antioxidantes da vitamina E parecem ser potencializados quando ela é ingerida junto a outros antioxidantes, como a vitamina C por exemplo.

Fontes:

A vitamina E é encontrada em óleos vegetais (amendoim, soja, palma, milho, cártamo, girassol, etc.) e o gérmen de trigo. As nozes, as sementes, grãos inteiros e os vegetais de folhas verdes também são fontes de vitamina E. Existem também suplementos que fornecem vitamina E ao organismo.

Fonte: http://www.corpoperfeito.com.br/ce/vitamina_e


Vitamina E é o nome geral para duas classes de moléculas, tocoferóis e tocotrienóis, as quais são antioxidantes lipossolúveis. Os antioxidantes protegem o organismo da ação danosa dos radicais livres. Estudos indicam que a vitamina E, devido à sua propriedade antioxidante, tem efeito anti-cancerígeno, especialmente contra o câncer de pele e de mama.

Fontes e alimentos ricos em vitamina E

Em alimentos as fontes mais abundantes de vitamina E são óleos vegetais como os de girassol, palma, milho, soja e oliva. Outros alimentos ricos em vitamina E incluem nozes, semente de girassol, kiwi e germe de trigo. Outras fontes de vitamina E são grãos integrais, peixe, leite de cabra e vegetais verdes folhosos.

Quantidades recomendadas de vitamina E

A quantidade recomendada de ingestão diária de vitamina E (Recommended Daily Amount - RDA) é de 15 mg/dia. Uma vez que a vitamina E age como um anti-coagulante e pode elevar o risco de problemas de sangramento, muitas agências têm especificado o limite máximo tolerável de ingestão em 1.000 mg (1.500 UI) por dia.

Deficiência de vitamina E

A deficiência de vitamina E ocorre em pessoas que não conseguem absorver a gordura na dieta, como bebês prematuros com pouco peso e adultos com desordem rara de metabolismo de gorduras. A deficiência de vitamina E é geralmente caracterizada por problemas neurológicos devido à condução nervosa prejudicada. Indivíduos que não conseguem absorver gordura podem precisar de suplementos de vitamina E. Pessoas com fibrose cística e problemas de absorção --- como doença de Crohn, doença no fígado ou insuficiência pancreática --- devem discutir com seu médico a necessidade de suplementos de vitamina E.

Fonte: http://www.copacabanarunners.net/vitamina-e.html


Fontes de vitamina E

A vitamina E é um antioxidante que ajuda a prevenir os danos celulares. Além disso, vitamina E ajuda no fluxo sanguíneo e na reparação de tecidos. As principais fontes de vitamina E são: óleo de germe de trigo, gema de ovo, bife de fígado, peixe, leite, óleos vegetais, nozes, frutas, ervilha, feijão, brócolis e espinafre.

Fonte: http://www.copacabanarunners.net/fontes-vitaminas.html

(...)

De fato, o consumo de vitamina E parece ser capaz de ativar o sistema imunológico. Outro artigo (Meydani et al., July.1997, Journal of Infectious Diseases) também mostrou que ratos idosos que tomaram vitamina E eram mais aptos a desenvolver respostas imunológicas a antígenos.

Fonte: http://www.qmc.ufsc.br/qmcweb/artigos/vitaminas/vitaminas_frame.html


Limites

A vitamina E é segura se você tomar 400 UI diariamente, mesmo por períodos prolongados. Doses muito maiores podem retardar a coagulação do sangue, causando possivelmente um risco elevado de derrame ou sangramento descontrolado no caso de um acidente. Devido a essa possibilidade, as pessoas que fazem tratamento com anticoagulantes ("afinadores" de sangue) não devem tomar doses altas de vitamina E.

Para o coração, doses diárias de 400 UI são as mais recomendadas, mas quantidades de 100 UI por dia ainda podem ajudar a prevenir alguns desses problemas. Para displasia mamária, é comum recomendar doses de 400 a 600 UI de vitamina E por dia.

Fonte: http://saude.hsw.uol.com.br/vitamina-e5.htm


Aqui vai uma tabela com os alimentos ricos em vitamina E:


Alimento Quantidade Vitamina E (mg)
Cereal com fibras 1 xícara 30,2
Óleo de germe de trigo 1 colher de sopa 24,6
Cereal Total 1 xícara 23,4
Avelã 1/2 xícara 16,1
Semente de girassol 2 colheres de sopa 9
Amendoim 1/2 xícara 8,2
Castanha-do-pará 1/2 xícara 6,6
Óleo de caroço de algodão 1 colher de sopa 5,2
Milho 1 espiga 4,8
Óleo de cártamo 1 colher de sopa 4,7
Amêndoa 1/2 xícara 4
Óleo de milho 1 colher de sopa 2,8

Fonte: http://saude.hsw.uol.com.br/vitamina-e3.htm



voltar para Tabela de nutrientes

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória