FANDOM




Sobre o fuzilamento:

 

EB – [...] Vamos ao fuzilamento. Talvez este seja o caminho, porque o fuzilamento já existe no direito brasileiro, não é?

 

BL - Sim, já existe no Código Penal Militar, para crimes militares em tempo de guerra.

 

EB - Então, vamos lá. Não me venha dizer que sai sangue; isso eu já sei. O fuzilamento mata bem e depressa, ou não?

 

BL - Depende muito [...] da pontaria do pelotão. No famoso fuzilamento do soldado Slovik, em 1945, com um pelotão de 12 homens, nem uma só das balas acertou no coração. Os projéteis se alojaram entre o pescoço e o ombro esquerdo, atingindo a parte esquerda do peito, acima e abaixo do coração. Slovik ficou se debatendo, amarrado ao poste, gemendo, enquanto nova descarga era preparada. Acontece que, pelo regulamento militar americano, a preparação da descarga leva uns 15 minutos. Quando ficou pronta, Slovik cessara de debater-se. Um quarto de hora de intensa hemorragia o matara. Não desanime, deputado; às vezes a morte é imediata.

 

EB - Sim?

 

BL - Na execução de Pedro Martínez, em 1972, o tiro de misericórdia não foi necessário. À frente do pelotão, por uma fraqueza qualquer - quiçá compreensível - o condenado caiu de joelhos, e quase todas as balas o atingiram na cabeça.

 

EB - Mas, afinal, onde se atira? E quantos atiram?

 

BL - Há diversos sistemas. Pode fuzilar-se disparando à cabeça, ao peito e às costas - tradicionalmente, essa última modalidade implicava um demérito, reservando-se a traidores e quejandos. Não vou deter-me sobre o fuzilamento por disparo na nuca, que teve pouca receptividade no Ocidente - pelo menos, no Ocidente oficial. O pelotão pode ser de 5, 8, 10 ou 12 homens. Uma norma muito freqüente obriga a que uma das armas - sem que se saiba qual - esteja municiada com disparo de festim.

 

EB - Isso me parece engenhoso! Quer dizer: uma das armas tem um cartucho só com pólvora, sem bala. Todos ficam com o direito de achar que aquela era a sua arma. Engenhoso!

 

BL - Infelizmente, dessa gentil fantasia não pode beneficiar-se o comandante do pelotão, a quem toca o tiro de misericórdia.

 

EB - Mas esse tiro é a regra ou a exceção?

 

BL - É a regra. E é feio. Ao descrever os efeitos de uma bala 9 milímetros que rebentou o crânio de um réu, e fez com que a massa encefálica lhe saltasse sobre os olhos, Naud disse que parecia uma "couve-flor rosada". No histórico fuzilamento do padre Hidalgo, as regras não previam tiro de misericórdia. Após três descargas, o tenente Armandáriz pediu dois dos soldados que disparassem com o cano colado ao peito do padre. [...]

 

http://forum.portaldovt.com.br/forum/index.php?showtopic=145797&st=90.

 

 

 

Condenado americano é executado por pelotão de fuzilamento:

 

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/condenado-americano-e-executado-por-pelotao-de-fuzilamento/n1237670825952.html


voltar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória