FANDOM




Remuneração vereadores


Cidade do México - R$ 0

O cargo de vereador é honorário e não existe nenhum tipo de contribuição. Existem pouco mais de 1,8 mil comitês de bairros, organizados em torno de 9 vereadores e nomeados para servir durante 3 anos.

Estocolmo - R$ 350

Na capital da Suécia, o salário de um vereador é apenas uma ajuda de custo. Se ele fizer parte de um comitê, pode subir para R$ 790. O valor representa apenas 10% da renda de um assalariado médio sueco, que ganha R$ 7,5 mil mensais.

Paris - R$ 3,5 mil a R$ 6 mil

O salário na capital francesa varia muito porque depende do tamanho da área da cidade em que o vereador atua. Mesmo oscilando, o valor é próximo do salário médio de um francês, que ganha R$ 5 mil mensais.

Toronto - R$ 4,3 mil

Enquanto o salário médio de um canadense é R$ 5,2 mil por mês, um vereador de Toronto, a maior cidade do país, ganha R$ 4,3 mil. A lei não determina uma carga horária a cumprir, mas a função exige dedicação exclusiva.

Rio de Janeiro - R$ 9 mil

Em 2011, o Congresso aprovou aumento salarial dos deputados federais. Em seguida, deputados estaduais tiveram reajuste e, logo, os vereadores. A partir do ano que vem, os membros da Câmara do Rio ganharão R$ 15 mil.

Nova York - R$ 16 mil

Enquanto um assalariado médio americano ganha R$ 3,9 mil por mês, um vereador nova-iorquino recebe R$ 16 mil, ou seja, 7 vezes mais. A Câmara é composta por 51 membros e o cargo não exige dedicação exclusiva.

http://super.abril.com.br/cotidiano/verdade-brasil-unico-pais-onde-vereador-ganha-salario-682289.shtml


De acordo com reportagem publicada pela Folha de São Paulo, o custo de cada parlamentar foi de R$ 5,9 milhões (no Rio) e R$ 5,05 milhões (em SP). Os dados são do final de 2007, ou seja, podem ser até maiores nos dias atuais. Sabe “quanto custa” cada parlamentar na Itália? R$ 3,98 milhões. E na Alemanha? R$ 3,4 milhões. Na França, R$ 2,8 milhões e no Canadá, R$ 2,3 milhões. http://curiosando.com.br/vereadores-do-brasil-custam-mais-que-europeus/


Ribeirão já teve 31 vereadores de uma vez e quando salário era zero Era um vereador para cada três mil habitantes. E por um bom motivo: a reabertura das câmaras municipais pedia a formação de lideranças. E sem salário, na base do ‘amor’. A primeira eleição para a Câmara de Ribeirão Preto, depois do fim do Estado Novo, em 1947, elegeu 31 vereadores. O maior número de representantes da história do legislativo municipal. A cidade, na época, tinha uma população de cerca de 90 mil habitantes. O que garantia alta representatividade, com um vereador para cada três mil habitantes. Hoje, o índice é um para cada 30 mil moradores. O diferencial é que os novos vereadores que tomaram posse em 1º de janeiro de 1948 não recebiam salários e nem tinham assessores. O legislativo municipal, que se reunia uma vez por semana, tinha menos de 10 funcionários. A primeira Câmara Municipal depois da redemocratização do país era formada em sua maioria por profissionais liberais e empresários. Eram quatro advogados, dois contadores, três dentistas, sete operários, um engenheiro agrônomo, dois autônomos, três agricultores, um farmacêutico, um médico, dois professores e cinco empresários. http://www.jornalacidade.com.br/editorias/politica/2012/05/19/ribeirao-ja-teve-31-vereadores-de-uma-vez-e-quando-salario-era-zero.html


Cristiano Carrador - 18 de Maio de 2012 às 00:34min

O debate já foi exposto aqui inúmeras vezes. Antes, o colunista defendia que vereadores precisariam ter uma remuneração para atuar. Leitores argumentaram contra, alguns chegaram a dizer que o Brasil é o único dos 181 países da Organização das Nações Unidas (ONU) no qual há salários para estes cargos. E salários altos, diárias, assessores, outras mordomias, como veículos à disposição... Como em tudo na vida, uma evolução neste conceito e a aceitação da tese dos leitores: é mesmo possível ter vereadores sem salários. Há dezenas de cidadãos voluntários, esclarecidos, com disposição para dedicar um pouco de tempo à coletividade. Há tantos fazendo trabalhos exemplares em instituições beneficentes, ONG’s sérias. Daí, surge o questionamento: e dariam conta de analisar tudo como dever ser? O plano diretor do município, a concessão do transporte público, fiscalizar as contas das prefeituras... Dariam! Poderia-se escolher 30, por exemplo, em uma cidade como Tubarão, e formar grupos de trabalho de cinco para analisar cada caso. As demandas não são tão grandes assim! Somente ao executivo caberia avaliar arrumação em ruas, títulos de benemerência... E você, o que acha?

http://www.notisul.com.br/n/colunas/vereadores_sem_salarios-35513



voltar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória