FANDOM


John Rawls

Citações:


Muitas espécies diferentes de coisas são consideradas justas e injustas: não apenas as leis, as instituições e os sistemas sociais, mas também determinadas ações de muitas espécies, incluindo decisões, julgamentos e imputações. Também chamamos de justas e injustas as atitudes e disposições das pessoas, e as próprias pessoas. Nosso tópico, todavia, é o da justiça social. (RAWLS, 1997, p. 7).


Para nós, o objeto primário da justiça é a estrutura básica da sociedade, [...] a maneira pela qual as instituições sociais mais importantes distribuem direitos e deveres fundamentais e determinam a divisão de vantagens provenientes da cooperação social. (RAWLS, 1997, p. 7-8).


[...] a diversidade de doutrinas religiosas, filosóficas e morais existentes em sociedades democráticas modernas não é mera condição histórica que logo passará; é um aspecto permanente da cultura pública de uma democracia. [...] nossa caracterização da estrutura básica não oferece uma definição ou critério precisos, a partir dos quais possamos dizer que arranjos sociais ou aspectos deles pertencem a ela. [...] a função de uma concepção política de justiça não é dizer exatamente como essas questões devem ser resolvidas, mas criar um quadro de pensamento dentro do qual elas podem ser abordadas. Se formulássemos uma definição de estrutura básica com limites precisos, não só excederíamos aquilo que essa ideia rudimentar pode razoavelmente conter, como também correríamos o risco de prejulgar de modo equivocado o que condições mais específicas ou futuras possam vir a exigir, fazendo da justiça como eqüidade uma teoria incapaz de se ajustar a diferentes circunstâncias sociais. (RAWLS, 2003, p. 16).


Cada pessoa possui uma inviolabilidade fundada na justiça que nem mesmo o bem-estar da sociedade como um todo pode ignorar. (RAWLS, 1997, p. 4).


A distribuição natural não é justa nem injusta; nem é injusto que pessoas nasçam em alguma posição particular na sociedade. [...] O que é justo ou injusto é o modo como as instituições lidam com esses fatos. (RAWLS, 1997, p. 109).


[...] partimos da convicção de que um regime democrático constitucional é razoavelmente justo e exeqüível, e merece ser defendido. Mas dado o fato do pluralismo razoável, tentamos elaborar sua defesa de forma a granjear a adesão de pessoas razoáveis e obter um amplo apoio. Não consideramos as doutrinas abrangentes que de fato existem para em seguida montarmos uma concepção política que consiga um ponto de equilíbrio entre elas e que seja expressamente elaborado para obter sua adesão. [...] Pelo contrário, perguntamo-nos sobre como articular uma concepção de justiça para um regime constitucional que seja defensável em si mesma e que, ao mesmo tempo, possa ser endossada por aqueles que apóiam ou poderiam ser levados a apoiar esse tipo de regime. (RAWLS, 2003, p. 52).


O que é essencial para um consenso sobreposto é a estabilidade no que se refere à distribuição do poder: isso exige que a concepção política seja afirmada pelos cidadãos independentemente da força política de suas concepções abrangentes. [...] Caso se descubra posteriormente alguma incompatibilidade entre a concepção política e suas doutrinas abrangentes, é bem mais provável que ajustem ou revisem a última em vez de rejeitar a concepção política. (RAWLS, 2003, p. 275-276).




voltar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória