FANDOM


Olavo de CarvalhoEditar

Olavo Luiz Pimentel de Carvalho (Campinas, 29 de abril de 1947) é um jornalista, filósofo, professor, autor, conferencista, ensaísta e ex-astrólogo brasileiro de matriz conservadora, considerado um dos articulistas mais abertamente de direita do país em atividade.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Olavo_de_Carvalho


Área de atuação/EspecialidadeEditar

Jornalismo


Região/Âmbito de atuaçãoEditar

DatasEditar

Local de origemEditar

São Paulo, Campinas


Origem socialEditar

Filho de Luiz Gonzaga de Carvalho e Nicéa Pimentel de Carvalho, nasceu em Campinas por onde viveu por volta de 1 ano e meio. É casado com Roxane Andrade de Souza e pai de 8 filhos, dos quais um deles, Luiz Gonzaga de Carvalho Neto, atualmente segue a vocação do pai e promove cursos de filosofia.


Formação acadêmica/Influência teóricaEditar

HistóriaEditar

Dicionários e EnciclopédiasEditar

DicionáriosEditar

EnciclopédiasEditar

Barsa eletrônicaEditar

WikipédiaEditar

Olavo Luiz Pimentel de Carvalho (Campinas, 29 de abril de 1947) é um jornalista, filósofo, professor, autor, conferencista, ensaísta e ex-astrólogo brasileiro de matriz conservadora, considerado um dos articulistas mais abertamente de direita do país em atividade.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Olavo_de_Carvalho


Ideologia/Partido/ReligiãoEditar

Conservadorismo

Direita

Catolicismo


Posição no espectro ideológicoEditar

Direita


Vinculação institucional e/ou internacionalEditar

Grupos/organizações vinculadas ou identificadasEditar

Site Mídia Sem Máscara (http://www.midiasemmascara.org/)


AutodefiniçãoEditar

Conservador

Direita


Algumas bandeiras oficiais ou normalmente defendidasEditar

Anticomunismo

Antimarxismo

Pró-vida

Catolicismo

Conservadorismo

Tradicionalismo


Alas/tendências/escolas/correntesEditar

Personalidades relacionadasEditar

Proximidade ideológica e de militância:

Jair Bolsonaro (político)

Reinaldo Azevedo (jornalista conservador)

Rodrigo Constantino (economista e colunista liberal)


Envolvimento em debates e polêmicas:

Aleksandr Dugin

Janer Cristaldo (jornalista e ex-colaborador de seu site Mídia Sem Máscara)

Reinaldo Azevedo (jornalista conservador)

Rodrigo Constantino (economista e colunista liberal)

Mário Augusto Jakobskind

Sebastião Nery

José Colucci Jr.

João Carlos Kfouri Quartim de Moraes

Antecessores/InfluênciasEditar

Autores citados/recomendados:

Edmund Burke

Roger Scruton

Russell Kirk

Ludwig Von Mises

Friedrich Hayek

Émile Boutroux

Felix Ravaisson

M. Stanton Evans

Ivan Illitch

Arthur Koestler

Eric Voegelin

Bernard Lonergan

Xavier Zubiri

Eugen Rosenstock-Huessy

Constantin Noica

Lucien Blaga

Theodore Dalrymple

Mário Ferreira dos Santos


Rothbard

Kirk

Muggeridge

Horowitz

Sowell

Babbit

Peyrefitte

Jouvenel

Voegelin

Guénon

Nasr

Schuon

Lindblom

Rosenstock-Huessy

Rosenzweig

Kristol


Charles Maurras

Ezra Pound


Ortega

Pareto

Schmitt

Michels

Mosca

Heidegger

Gentile




Outros: http://www.olavodecarvalho.org/textos/livros.htm

Aliados tradicionais/históricosEditar

Conservadorismo político

Conservadorismo católico


Sobre Miguel Reale: Miguel Reale honrou como poucos a vocação de pensador e erudito, colocando também na sua atuação de advogado e homem público a mesma seriedade, o mesmo peso de cada uma das palavras que escreveu em livros essenciais como a “Filosofia do Direito”, “Pluralismo e Liberdade” ou “Experiência e Cultura”. Não encontro em sua imensa obra um só deslize, um chute, um palpite leviano emitido mesmo por distração. (http://www.olavodecarvalho.org/semana/060417_1dc.html e http://www.olavodecarvalho.org/semana/130702dc.html)

Sucessores/dissidênciasEditar

Contribuições/Realizações/RelevânciaEditar

Cargos públicos/outras atividadesEditar

Cargos eletivosEditar

Outras atividadesEditar

Números/EstatísticasEditar

Patrimônio/RendaEditar

Oponentes tradicionais/históricosEditar

Marxismo

Comunismo

Socialismo

Social-democracia

Partido dos Trabalhadores (PT)


Críticas registradasEditar

Olavo foi alvo de críticas em diversas ocasiões, como por exemplo quando debateu com o ativista russo Aleksandr Dugin. Outros opositores foram Janer Cristaldo, jornalista e ex-colaborador de seu site Mídia Sem Máscara, e Rodrigo Constantino, economista e liberal, que afirma que "Olavo foi alçado ao patamar de “líder iluminado” por seus seguidores, e isso o cegou". Nessa lista poderia incluir-se também os jornalistas Mário Augusto Jakobskind e Sebastião Nery (que nota a falta de formação acadêmica em Filosofia de Olavo, o que o impediria de lecionar a matéria em âmbito acadêmico e acrescenta que "Isso tem nome: falsidade ideológica. E está no Código Penal"), e o engenheiro José Colucci Jr..

Em virtude de críticas realizadas em seus artigos e talk show, Olavo foi acionado judicialmente em 2007 pelo professor aposentado de filosofia da Unicamp João Carlos Kfouri Quartim de Moraes, em conjunto com a Editora J.B. S/A e a Associação Comercial de São Paulo, por menções ao assassinato do oficial do exército norte-americano Charles Chandler em 1968. Em sentença de 28 de novembro de 2012 somente as empresas foram condenadas a indenizar Quartim por danos morais, constando ainda que Olavo deixou de fazer parte do processo, em virtude da desistência posterior do autor do prosseguimento da ação com relação a ele, por este residir em local incerto. A decisão ainda não transitou em julgado.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Olavo_de_Carvalho


MBL:

https://www.youtube.com/watch?v=VuMn0cArf5M


Marco Antonio Villa:

https://www.youtube.com/watch?v=V9HTSDV4F4c

ObrasEditar

  • A imagem do homem na astrologia. São Paulo: Jvpiter. 1980.
  • O crime da Madre Agnes ou A confusão entre espiritualidade e psiquismo. São Paulo: Speculum. 1983.
  • Questões de simbolismo astrológico. São Paulo: Speculum. 1983
  • Universalidade e abstração e outros estudos. São Paulo: Speculum. 1983.
  • Astros e símbolos. São Paulo: Nova Stella. 1985.
  • Astrologia e religião. São Paulo: Nova Stella. 1986.
  • Fronteiras da tradição. São Paulo: Nova Stella. 1986.
  • Símbolos e mitos no filme "O silêncio dos inocentes". Rio de Janeiro: Instituto de Artes Liberais. 1992.
  • Os gêneros literários: seus fundamentos metafísicos. 1993.
  • O caráter como forma pura da personalidade. 1993.
  • A nova era e a revolução cultural: Fritjof Capra & Antonio Gramsci. Rio de Janeiro: Instituto de Artes Liberais & Stella Caymmi. 1994.
  • Uma filosofia aristotélica da cultura. Rio de janeiro: Instituto de Artes Liberais. 1994.
  • O jardim das aflições: de Epicuro à ressurreição de César - Ensaio sobre o materialismo e a religião civil. Rio de Janeiro: Diadorim. 1995.
  • Aristóteles em nova perspectiva: Introdução à teoria dos quatro discursos. Rio de janeiro: Topbooks. 1996.
  • O imbecil coletivo: atualidades inculturais brasileiras. Rio de Janeiro: Faculdade da Cidade. 1996.
  • O futuro do pensamento brasileiro. Estudos sobre o nosso lugar no mundo. 1998.
  • O imbecil coletivo II: A longa marcha da vaca para o brejo e, logo atrás dela, os filhos da PUC, as quais obras juntas formam, para ensinança dos pequenos e escarmento dos grandes. Rio de Janeiro: Topbooks. 1998.
  • Coleção história essencial da filosofia. São Paulo: É Realizações. 2002-2006.
  • A Dialética Simbólica - Ensaios Reunidos São Paulo: É Realizações. 2006.
  • Maquiavel ou A Confusão Demoníaca São Paulo: Vide Editorial. 2011.
  • A filosofia e seu Inverso, São Paulo: Vide Editorial. 2012.
  • Os EUA e a nova ordem mundial (coautor Alexandre Dugin), São Paulo: Vide Editorial, 2012.
  • O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota, Rio de Janeiro: Record, 2013.
  • Apoteose da vigarice, São Paulo: vide Editorial, 2013


CitaçõesEditar

Sobre a ImprensaEditar

“A glorificação final veio na da série de depoimentos “Resistir é Preciso”, iniciativa do Instituto Vladimir Herzog [...] em que sessenta e tantos militantes de esquerda recordam a história da assim chamada “mídia nanica” criada a partir de 1964 no Brasil e no exterior como instrumento de luta contra o governo militar.

[...] Seguindo a norma estabelecida, a série enfatiza mil vezes a oposição, a diferença, a distância entre a grande mídia, cúmplice rica do governo militar, e a “imprensa nanica”, pobre e sem recursos, marginalizada e perseguida, lutando corajosamente contra o establishment poderoso.

A imagem, no entanto, é cem por cento falsa. [...]

Na Folha de S. Paulo, imperava Cláudio Abramo, trotsquista histórico. No Globo, Luiz Garcia. No Jornal do Brasil, Alberto Dines, cercado de comunistas por todos os lados. Na Folha da Tarde, Jorge de Miranda Jordão e Celso Kinjô. Na Veja, Mino Carta, que dirigiu também o Jornal da Tarde, edição vespertina do Estadão, e depois a IstoÉ. Marcos Faerman, fundador do Ex e de vários outros “nanicos”, trabalhou até seu último dia de vida como repórter especial do Jornal da Tarde, então um dos empregos mais cobiçados na mídia paulistana. Na Editora Abril, a base de apoio ao grupo terrorista de Carlos Marighela era comandada pelo próprio Roger Karmann, membro da diretoria da empresa. A revista Realidade, com Milton Coelho da Graça, Narciso Kalili, Milton Severyano da Silva, Raymundo Pereira, Roberto Freire (o psiquiatra, não o futuro deputado), era um verdadeiro front de guerra esquerdista. É verdade que a revista fechou no fim dos anos 60, mas o mesmo aconteceu com O Cruzeiro e logo depois com a Manchete, que tinham sido órgãos de apoio ostensivo ao governo militar. Excetuadas essas duas publicações e a revista Visão, que teve um breve período de direitismo sob a direção de Henry Maksoud e faliu logo em seguida, praticamente só tiveram diretores de redação direitistas a Folha da Tarde no seu período final, de curta duração e circulação mínima, e Notícias Populares, um jornal de crimes, sem a mínima relevância política.”

Fonte: http://www.olavodecarvalho.org/semana/111124dc.html



InternetEditar

VídeosEditar

Título: Hitler era de Direita? Olavo explica porque só besta quadrada acredita nisso

https://www.youtube.com/watch?v=QcnzpMQ7JCE

Título: O PT e o PSDB por Olavo de Carvalho. A verdade dói...

https://www.youtube.com/watch?v=UGp8WGDJgNg

Título: Olavo de Carvalho - PSDB quer se promover às custas das manifestações

https://www.youtube.com/watch?v=VQqP-K4UDtw

Título: Olavo de Carvalho - FHC é cria de Antonio Gramsci

https://www.youtube.com/watch?v=BNlazssJqWg

Título: Olavo de Carvalho - Fernando Henrique Cardoso é um esquerdista covardão

https://www.youtube.com/watch?v=aaH0yguw3J8

Título: Olavo de Carvalho - PT e PSDB estão se cagando de medo das manifestações

https://www.youtube.com/watch?v=m7wtGxPaVUo


Segundo Olavo, Aécio estaria envolvido em uma conspiração que reconheceu a vitória da Dilma.

Título: Olavo de Carvalho - PT e PSDB: farinha do mesmo saco

https://www.youtube.com/watch?v=nYoPHLR92FY


Segundo Olavo, o golpe de 1964 foi justo, mas o Regime Militar que se seguiu era de esquerda e comprometido com a URSS:

Título: Comunismo x Ditadura Militar - Olavo de Carvalho

https://www.youtube.com/watch?v=zZvE0fk8yV0


Segundo Olavo, direitista e americanista, os Republicanos são melhores que os “comunistas” do Partido Democratas, especialmente o "islâmico e não americano" Barack Obama:

Título: Olavo de Carvalho - Barack Obama, psicopata e falsário.

https://www.youtube.com/watch?v=LmHXbpJEzk4

Título: Olavo de Carvalho - Obama é comunista:

https://www.youtube.com/watch?v=UXlvin7aHaE

Título: Barack Obama, o Islã e o Comunismo - pt 2-3

https://www.youtube.com/watch?v=L0qJtZCMVSY


Outras conspirações:


Príncipe Charles faz parte de uma organização secreta islâmica

Título: PRINCIPE CHARLES É ISLÂMICO - OLAVO DE CARVALHO RADIO

https://www.youtube.com/watch?v=wMu54XZk1tg


Irmã Lúcia, a única sobrevivente dos Milagres de Fátima, teria sido substituída por outra e apresentada pelo Papa João Paulo II como a original:

Título: A Fraude da Falsa Irmã Lúcia produzida pelo Vaticano https://www.youtube.com/watch?v=ipIWUvWKnhs


Sobre a pedofilia na Igreja:

Título: O Papa não tem que pedir desculpas pelos filhos da Igreja! A Igreja é Mestra e Mãe!

https://www.youtube.com/watch?v=___9Xz-r0AI


Infiltração dos comunistas e da Nova Ordem Mundial na Igreja Católica:

Título: Olavo de Carvalho. Infiltração Comunista na Igreja

https://www.youtube.com/watch?v=ACkpEndANzw

Título: O Vaticano e o Anticristo

https://www.youtube.com/watch?v=cb-Gw1G2cV8

Título: Bento XVI - o papa dos Illuminatis

https://www.youtube.com/watch?v=5Cm3Ken9fKg


"Pérolas" apontadas pelos seus críticos:

https://www.youtube.com/watch?v=f-6xDmBbFR0

Sites oficiais ou relacionadosEditar

http://www.olavodecarvalho.org/index.html

http://www.midiasemmascara.org/colunistas/olavo-de-carvalho.html


Acervo históricoEditar

WikipédiaEditar

http://pt.wikipedia.org/wiki/Olavo_de_Carvalho


Outros sitesEditar

Assuntos relacionadosEditar

Mídia/NotíciasEditar

EntrevistasEditar

Jornal do Brasil

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/uma-entrevista-com-olavo-carvalho/

http://www.olavodecarvalho.org/textos/080601entrevista_jb.html

http://www.antigo.religiaoeveneno.org/viewtopic.php?f=1&t=16662



Outras informações (atividades informais e outros)Editar

Expressões comumente repetidas por Olavo e seus seguidores:


Desinformação/desinformante

Hegemonia (gramsciana)

Marxismo cultural

Ditadura gayzista/abortista

Fascismo/nazismo foram movimentos de esquerda

Barack Obama é islâmico e comunista

Socialismo fabiano

Cu "qualquer coisa" (ele e seus seguidores costumam mencionar muito expressões que contenham a palavra "cu")


Instituições repetidamente mencionadas:


Foro de São Paulo

Escola de Frankfurt

KGB

Reflexões/Questões em abertoEditar

ReferênciasEditar

NotasEditar


VoltarEditar

voltar para ideólogos políticos

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória