FANDOM




Os primeiros resultados do Censo da População Carcerária, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), trazem o perfil socioeconômico de 665 detentos do Maranhão que cumprem pena no regime semiaberto e de 31 que estão no aberto. Do total de 696 pesquisados, 76,43% têm interesse em trabalhar na construção civil, e 68,10% desejam, um dia, abrir seu próprio negócio. Além disso, 92,81% são do sexo masculino, 85,7% declararam que sabem ler e escrever, e 36,78% concluíram o ensino fundamental.

 

http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/14618-detentos-do-maranhao-querem-trabalhar-na-construcao-civil

 

 

Francisco Paulo Testas Monteiro, o Tuchinha, tem 49 anos, quase metade deles vividos atrás das grades. É tanto tempo que os dedos de uma mão não são suficientes para contar o número de presídios pelos quais ele, ex-chefe do tráfico no Morro da Mangueira, na Zona Norte do Rio, peregrinou. Da primeira vez, foram 17 anos e meio preso. “Direto e sem sair na rua”, como ressalta. Saiu em 2006, ficou solto um ano e sete meses, até voltar para a cadeia por associação ao tráfico.

Hoje [...] Trabalha no Afroreggae tirando jovens da criminalidade, na qual já fez muitos entrarem. Ele explica a diferença entre a primeira vez que deixou a cadeia e voltou ao crime, e a segunda, em que abdicou das armas:

 

— Quando saí em 2006, não tive oportunidade nenhuma, por isso fui preso novamente. Se eu tivesse tido em 2006 a oportunidade que tive em 2008, não teria voltado para a prisão.

 

Essa ausência de oportunidade a que Tuchinha se refere tem escala em um problema anterior: a falta de projetos de ressocialização. Apenas 22% dos presos no sistema penitenciário brasileiro exercem algum tipo de atividade laboral, interna ou externa aos presídios. [...] Informações do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), de junho de 2012 e divulgados no fim do ano, mostram que a parcela que se dedica ao estudo é ainda menor: apenas um a cada dez detentos tem aulas.

 

Além de ser remunerado, o preso tem um dia a menos de pena, a cada três dias trabalhados. No caso do estudo, o condenado tem um dia de pena a menos a cada 12 horas de frequência escolar divididas, no mínimo, em três dias.

 

[...] Boa parte dos presos incluídos nesta estatística desenvolve atividades que não trazem qualificação ou contribuem para a reinserção no mercado de trabalho.

 

Sem formas de sustentar, a probabilidade de reincidir é grande [...]

 

http://oglobo.globo.com/pais/apenas-22-dos-presos-do-sistema-penitenciario-brasileiro-trabalham-7861623

 

Diante da pior crise econômica e social do país em mais de 30 anos, Portugal vive uma situação inédita [...] Em entrevista por telefone ao Estado, Rebelo confirma que as prisões portuguesas vêm registrando um número cada vez maior de detentos que optam por ficar na cadeia. "Nunca tinha visto isso em meus quase 20 anos trabalhando no sistema carcerário", indicou.

 

"Em Portugal temos um sistema que permite que certos prisioneiros possam passar até três dias da semana em casa", explicou. "Mas, dada essa opção a alguns deles, o que verificamos é que vários têm escolhido ficar na prisão. Quando perguntamos o motivo, a resposta é muito clara: não ser um peso financeiro ainda maior para suas famílias."

 

Rebelo havia causado sensação em novembro quando, numa entrevista ao jornal The New York Times, admitiu o início dessa situação. "Não temos dados exatos de quantos são esses detentos. Mas a proporção não é insignificante e revela muito da crise que vivemos. Não é normal que alguém prefira estar dentro da prisão do que em sua casa", declarou.

 

Os dados sociais portugueses são, de fato, graves. O desemprego supera 16%, a terceira maior taxa da Europa, depois de Espanha e Grécia.

 

http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-internacional,preso-de-portugal-quer-ficar-na-cadeia,144603,0.htm

 



voltar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória