FANDOM




A França e os islâmicos

 

Ateísmo estatal ou conservadorismo cristão?

 

 

França proíbe símbolos religiosos em escolas

 

A grande maioria da Assembléia Nacional da França votou na última terça-feira, 10 de fevereiro, pela proibição de símbolos religiosos nas escolas públicas do país. [...] votou pelo banimento do uso de véus muçulmanos, solidéus judaicos e crucifixos cristãos nas escolas. Além disso, os alunos que insistirem em usar tais peças poderão ser expulsos.

 

Os muçulmanos reclamam que a lei foi feita por sua causa e é discriminatória.

 

http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI267926-EI312,00-Franca+proibe+simbolos+religiosos+em+escolas.html.

 

 

IDC-CDI – Internacional Demócrata Cristiana (Internacional Democrata Cristã)

 

Partidos membros

 

[...]

 

França - União por um Movimento Popular (Union pour un Mouvement Populaire, UMP)

 

http://www.idc-cdi.com/parties.php

 

 

[...] projeto de lei defendendo a proibição do uso da burca - assim como do véu que cobre o rosto das mulheres - foi aprovado pela câmara dos deputados da França. O projeto de Lei é defendido pela UMP, partido do Presidente Nicolás Sarkozy. Em Setembro, o Senado avaliará o referido Projeto.

 

http://descurvo.blogspot.com/2010/07/proibicao-da-burca-na-franca.html.

 

 

Na França, o governo proibiu o uso do véu nas escolas públicas, tradição da população mulçumana, sob o argumento de que a prática fere a laicidade. Há pouco tempo, Sarkozy declarou apoio a um eventual projeto que o proibisse no território francês.

 

http://www.prr3.mpf.gov.br/content/view/275/2/

 

 

Na contramão do discurso democrático, em que a defesa das liberdades individuais é cada vez mais valorizada, acaba de entrar em vigor na França uma lei que proíbe o uso da burca e do niqab – véu usado pelas muçulmanas para cobrir o rosto – em espaços públicos. Há anos o país vinha travando uma batalha contra a influência do islamismo na França, e no ano passado a lei foi aprovada com o apoio de 57% da população, segundo pesquisa do Instituto Ipsos (2010).

 

http://www.jornalismoeducativo.com.br/materias/franca_proibe_uso_do_veu_muculmano/.

 

 

Islamismo na França

 

A França tem a maior comunidade muçulmana da Europa Ocidental, com 5 milhões de fiéis. O uso de véus é comum entre mulheres imigrantes que vivem na periferia de grandes cidades, como Paris. O islã já é a segunda maior religião do país, atrás do catolicismo.

 

[...]

 

Com AP e Reuters

 

http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/16175-franca-veta-veu-islamico-integral.

 

 

Internacional Democrata-Cristã pronta a lutar contra terrorismo

 

A Internacional Democrata-Cristã (IDC) afirmou a sua vontade de lutar contra o terrorismo, de "tornar impossível a existência dos regimes e organizações que apoiam o terror" e nomeou hoje no México José Maria Aznar como novo presidente.

 

[...] Aznar disse que, durante o seu mandato, a IDC - que conta actualmente com 89 formações políticas, será reorganizada, apesar de preservar os princípios da liberdade e democracia, tendo em conta as "novas realidades do ponto de vista político, económico e social", citou a AFP.

 

"A IDC está a favor das sociedades abertas, da democracia, da competência, da economia de mercado e das liberalizações no seio do comércio internacional", acrescentou.

 

No seu comunicado final, a IDC, depois de ter condenado o terrorismo, sublinhou que na sua doutrina figura a "protecção dos direitos humanos dos migrantes, através de acordos inter-governamentais", dado que as "migrações dos países pobres para os países ricos são um fenómeno do nosso tempo". Apesar disso, a IDC apoia também a luta contra a imigração ilegal, conclui o comunicado.

 

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/internacional-democratacrista-pronta-a-lutar-contra-terrorismo-50925

 

 

Sarkozy começa campanha com colagem à extrema-direita

 

Presidente francês definiu uma agenda social conservadora contra o casamento homossexual, eutanásia ou o voto dos estrangeiros

 

[...] Em resposta às promessas socialistas de alargar o direito de voto nas eleições locais aos estrangeiros não europeus, Sarkozy afirmou «não está na altura, com todos os riscos associados à ascensão do multiculturalismo».

 

[...] Descrevendo-se como um defensor dos valores tradicionais num tempo de mudança, Sarkozy procurou na entrevista distanciar-se do seu potencial rival socialista, François Hollande, que é candidato e já prometeu propor a legalização do casamento homossexual e da adopção por casais homossexuais.

 

«Nestes tempos conturbados, quando a nossa sociedade precisa de pontos de referência, pensou que não devemos tornar confusa a imagem da instituição social fundamental que é o casamento», disse.

 

http://www.tvi24.iol.pt/internacional/Sarkozy-campanha-franca-tvi24-ultimas-noticias/1324696-4073.html

 

 

[...] A direita segue a mesma lógica, com os gaullistas da União por um Movimento Popular (UMP) aliando-se geralmente aos centristas e aos democratas-cristãos. Porém, o crescimento eleitoral da extrema direita, da Frente Nacional (FN), embaralhou ainda mais as cartas no campo conservador.

 

Nicolas Sarkozy ganhou no segundo turno em 2007 atraindo, sem aliança partidária, eleitores que no primeiro turno votaram no candidato da FN, Jean-Marie Le Pen.

 

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrissima/42499-desafios-de-hollande.shtml.

 

 

Rejeitada legalização do casamento gay na França

 

A votação ocorreu após quatro dias de debate sobre a proposta do casamento homossexual apresentada por um legislador socialista.

 

[...] Do outro, o deputado da União por um Movimento Popular (UMP) Michel Diefenbacher alegou que não é possível "alterar a imagem do casamento no inconsciente coletivo."

 

O debate deixou ainda perceptíveis algumas posições radicais contra este tipo de uniões, como a mostrada pela presidente do ultradireitista Frente Nacional, Marine Le Pen, que comparou a legalização do casamento gay com a poligamia.

 

Já a deputada da UMP Brigitte Barèges chegou a comparar as uniões de iguais as de animais, o que gerou uma onda de críticas até mesmo de seus correligionários.

 

[...] Uma pesquisa de janeiro passado publicada pelo Canal Plus TV mostrou que 58% dos franceses defendem a aprovação do casamento gay, cinco pontos percentuais a mais do que pesquisa semelhante de cinco anos atrás.

 

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/rejeitada-legalizacao-do-casamento-gay-na-franca

 

 

Igreja Católica da França convoca oração contra casamento gay

 

A Igreja Católica da França comemora o dia da Assunção de Maria nesta quarta (15/08). Para marcarem o dia os católicos convocaram seus fiéis a rezarem pela família tradicional e pelas crianças. Uma mensagem clara da Igreja ao governo socialista de François Hollande: eles não aceitam a proposta do Eliseu para autorizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo e permitir a adoção de crianças por casais, leis propostas que devem ser votadas no ano que vem.

 

[...] A posição católica colocou luz sobre o debate do casamento gay, algo raro na França - um país laico em que a Igreja raramente tem voz sobre assuntos políticos. Segundo uma pesquisa, realizada pelo instituto IFOP entre os dias 9 e 13 de agosto, 65% dos franceses são a favor da união entre pessoas do mesmo sexo, e 53% concordam com a adoção de crianças por casais homossexuais. Entre os católicos praticantes, a proporção é de 45% e 36%, respectivamente.

 

http://www.patiogospel.com.br/2012/08/igreja-catolica-da-franca-convoca.html

 

 

Papa recebe Sarkozy no Vaticano

 

Presidente francês teve primeiro encontro com Bento XVI.

Sarkozy foi nomeado cônego honorário da igreja romana de São João de Latrão.

 

Nicolas Sarkozy se reuniu nesta quinta-feira (20) pela primeira vez com o Papa Bento XVI. Durante sua visita, o presidente francês foi nomeado cônego honorário da igreja romana de São João de Latrão, uma tradição reservada aos presidentes daquele país.

 

http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL234507-5602,00-PAPA+RECEBE+SARKOZY+NO+VATICANO.html.

 

 

 

Sarkozy: A França deve compartilhar a magnífica herança cristã

 

O Presidente da França, Nicolas Sarkozy, assinalou que a França tem o dever de compartilhar com todos, “sem complexos nem falso pudor” a “magnífica herança cristã” que se manifesta na civilização, na história e na cultura do país.

 

http://portalcot.com/br/noticias/Sarkozy-a-franca-deve-compartilhar-a-magnifica-heranca-crista/

 

 

 

‘Será preciso saber francês para entrar na França’, diz Sarkozy

 

Nicolas Sarkozy encerrou sua campanha à reeleição nesta sexta-feira defendendo as “raízes cristãs” da França e da Europa e prometendo endurecer o controle das fronteiras.

 

http://oglobo.globo.com/mundo/sera-preciso-saber-frances-para-entrar-na-franca-diz-Sarkozy-4699966#ixzz2FQYpwNlX

 

 

Imigração, Islã e choque de civilizações

 

[...] As mesquitas multiplicam-se por todo o continente europeu, financiadas por correntes islamitas da Arábia Saudita, Argélia e Marrocos, e em alguns lugares os muçulmanos assumem atitudes francamente provocadoras e desafiantes. A polêmica suscitada na França a propósito do laicismo acentuou ainda mais o uso de véus e trajes muçulmanos na Europa.

 

[...] Para se compreender a animosidade do Islã radical e o perigo que representa para a Europa, basta lembrar a violência com que o mundo muçulmano reagiu às caricaturas dinamarquesas a respeito de Maomé e, mais recentemente, os insultos lançados ao Papa e à Religião católica por personalidades muçulmanas, devido a uma citação histórica feita por Bento XVI em sua conferência na Universidade de Ratisbona, no decurso de sua visita à Baviera.

 

[...] Mesmo do ponto de vista laico dos governos europeus, a imigração em massa apresenta dificuldades. A totalidade dos países europeus mais desenvolvidos não dispõe de mão-de-obra suficiente para fazer face à demanda da economia. A causa, já dissemos, é o envelhecimento da população, devido à política suicida e imoral de limitação da natalidade, inclusive pelo aborto.

 

[...] Em nome da igualdade para todos, os partidos de esquerda são favoráveis à abertura das comportas da imigração. Esta é, portanto, uma bandeira da esquerda, ainda que grande número dos eleitores não acompanhe os políticos nesse tema. [...]

 

Desse ponto de vista, a Europa encontra-se mais ou menos como uma fortaleza sitiada. Se continuar a avalanche das imigrações provenientes de países pagãos, sua paisagem religiosa, cultural e até física será forçosamente alterada. Mesmo abstraindo de possíveis agressões violentas, tal eventualidade poderia ocasionar, mais cedo ou mais tarde, o fim definitivo da Europa cristã. A menos que fatores sobrenaturais intervenham.

 

http://www.catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=FB9EAD45-3048-560B-1C8BBEC8446381E7&mes=Outubro2006.

 

 

 

Cardeal exibe vídeo que prevê França islâmica em 39 anos

 

Ainda repercute a exibição no Vaticano pelo cardeal Peter Turkson do vídeo de 7 minutos Muslim Demographics (Demografia muçulmana) sobre o crescimento do islamismo na Europa, o que transformará, na versão dos dados apresentados, a França em uma república islâmica em 39 anos. Fica subentendido que o mesmo ocorrerá com outros países nas próximas décadas. “Em poucos anos, a Europa, como a conhecemos hoje, deixará de existir”, diz.

 

[...] O vídeo conclui que a França se tornará islâmica em decorrência da queda de sua taxa de natalidade (1,8 filho por mulher), em combinação com o aumento da imigração de muçulmanos, com natalidade de 8,1. “Em 2027, 1 a cada 5 franceses será muçulmano”, diz o vídeo. “Em apenas 39 anos, a Franca será uma república muçulmana.”

 

[...] Turkson (foto), que é presidente do Conselho de Justiça e Paz do Vaticano, apresentou o vídeo em recente sínodo internacional, um dos eventos mais importantes da Igreja Católica.

 

[...] Independentemente disso, o temor de que os muçulmanos superem em pouco tempo os cristãos na Europa é de toda hierarquia católica, embora tenha sido expressado apenas por Turkson, que faz parte da lista dos candidatos a ser o próximo papa.

 

http://www.paulopes.com.br/2012/10/cardeal-exibe-video-que-preve-franca-islamica.html#ixzz2FQY37tsK

 

 

Aborto, direitos reprodutivos e feminismo na França de Nicolas Sarkozy

 

No início de 2009, o presidente Nicolas Sarkozy anunciou em seu projeto anual de lei de finanças uma redução de 42% no efetivo destinado às ações do Conselho Conjugal e Familiar francês, que passaria de 2,5 milhões de euro a 1,5 milhões. Imediatamente, associações ligadas ao planejamento familiar se mobilizaram para protestar contra a medida, que poderia levar ao fechamento de 70% de centros dedicados à informação sobre a concepção na França.

 

http://seer.bce.unb.br/index.php/rbcp/article/viewFile/6613/5337

 

 

Muçulmanos franceses pedem respeito à proibição do véu

 

Líderes islâmicos franceses pediram respeito à proibição do véu

 

PARIS - Líderes islâmicos franceses pediram aos muçulmanos nesta quinta-feira que respeitem a proibição do país aos véus que cobrem o rosto inteiro. Eles solicitaram também que o governo não use a lei para estigmatizar os cidadãos muçulmanos.

 

Os líderes se manifestaram após uma reunião com o presidente Nicolas Sarkozy, no Palácio do Eliseu. O Senado francês aprovou a lei na semana passada, abrindo caminho para a proibição dos véus que cobrem todo o rosto, após um período de seis meses destinado a informar as poucas mulheres que os usam.

[...]"Faremos todo o trabalho pedagógico necessário para ajudar as mulheres que usam os véus integrais para se adaptarem à lei", afirmou ele. Ao mesmo tempo, acrescentou, o CFCM vai monitorar a aplicação da lei "para que ela não estigmatize os cidadãos muçulmanos".

[...] A comunidade muçulmana da França, com 5 milhões de pessoas, é a maior da Europa Ocidental. Estima-se, no entanto, que menos de 2 mil mulheres usem o véu integral. Muitos líderes muçulmanos afirmam que não apóiam nem o véu nem a lei que o proíbe.

Reuters

 

http://www.domtotal.com/noticias/detalhes.php?notId=255579.

 

 

Escola católica proíbe véu islâmico nas Filipinas

 

Uma escola católica da cidade de Zamboanga, no sul das Filipinas, proibiu as suas alunas muçulmanas de usarem o véu islâmico.

 

http://www.tvi24.iol.pt/internacional/veu-islamico-filipinas-tvi24-escola/1366182-4073.html

 

 


voltar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória